Arvores Nativas de Ingá

 Arvores Nativas  de Ingá

As arvores nativas de ingá são das mudas mais apropriadas para nascentes e para matas ciliares por ser um arvore nativa que requer e se adapta a ambientes úmidos.

INGÁ (Inga uruguensis)

Ocorrência  São Paulo até o Rio Grande do Sul
Outros nomes  ingá do brejo, ingá de quatro quinas, ingazeiro, ingá banana, angá.
Características  espécie com altura de 5 a 10 m , tronco de 20 a 30 cm de diâmetro. Folhas compostas paripinadas, de ráquis alada, com 4 a 5 jugas. Folíolos herbáceos, pubescência restrita às nervuras, superfície inferior de cor mais clara, com 4 a 14 cm de comprimento por 1 a 4 cm de largura. Muito comum nas beiras dos rios e planícies aluviais, preferindo solos úmidos e até brejosos. Um Kg de sementes contém aproximadamente 760 unidades.
Habitat – floresta pluvial atlântica
Propagação  sementes
Madeira  moderamente pesada, pouco resistente, de baixa durabilidade natural.
Utilidade  as flores do ingazeiro são melíferas e bastante atrativas para as abelhas. Os frutos são consumidos pelo homem e muito procurados pela fauna silvestre: macacos, periquitos, papagaios e peixes, especialmente os pacus e as piaparas. A madeira é empregada para caixotaria, obras internas, confecção de brinquedos, lápis, etc. Indicada para a regeneração de matas ciliares e paisagismo.
Florescimento  agosto e novembro
Frutificação – dezembro a fevereiro

Fonte:http://www.vivaterra.org.br/arvores_nativas.htm#inga

Powered by http://wordpress.org/ and http://www.hqpremiumthemes.com/